colecao2

#PostDeSegunda – Copos para cerveja

Beber cerveja é originalmente um ato simples e popular, então falar de copos para cerveja não pareceria um fato difícil, certo? Pois bem, acontece que não é bem assim… Estamos acostumados a consumir a nossa “loira gelada” em copos longos (do tipo Lager, como veremos adiante) ou nos famosos copos americanos, que aqui em BH são carinhosamente chamados de copos lagoinha em homenagem ao bairro Lagoinha, antiga zona boêmia da cidade.

Ao começamos a apreciar novos tipos de cerveja, percebemos que cada estilo possui características bem peculiares de aroma, cor, sabor e espuma e que o uso de copos adequados realça aquilo que mais se destaca em cada um dos mesmos estilos. Isto hoje é uma área de estudos e investimentos das principais cervejarias, que desenvolvem copos que valorizem o seu produto. Na lista abaixo irei mostrar alguns dos principais tipos de copo de cerveja e suas características mais marcantes. Parte deste conteúdo foi retirada do livro “Larousse da Cerveja” do autor Ronaldo Morado. Caso queira comprar este livro, clique na figura a seguir ou neste link.

larouse

Copos para cerveja

Pokal ou Footed Glass

pokal

Um dos copos mais comuns, pois pode ser utilizado com vários tipos de cerveja. Possui uma haste apoiada em uma base (pé) que valoriza a elegância do copo e dá destaque à transparência da cerveja e preserva a espuma. Indicado para cerveja carbonatadas em todas as tonalidades (claras, escuras ou ruivas).

Cálice, Bolleke e Trapist

bollekegoblettrapist

Populares também para o consumo de vinhos, os cálices valorizam as cervejas mais complexas, que naturalmente são mais encorpadas e frutadas. As cervejas da escola belga em sua maioria são indicadas para este tipo de copo. Uma variação do cálice, porém mais rebuscada, é o copo tipo Bolleke. A cervejaria Leffe tem o seu copo neste estilo. Um outro tipo variado do cálice é o Trapista, que também tem a boca larga porém são mais rasos.

Tulip

tulip

Tem um formato parecido com o cálice, porém tem a boca mais aberta facilitando a expansão dos aromas das cervejas voláteis e permitindo beber a cerveja sem tocar a espuma.

Shaker

shaker

Nosso conhecido copo “Caldereta” aqui no Brasil. É um copo versátil, simples e muito utilizado no dia a dia. Pode ser utilizado tanto para cervejas claras como as Pilsen como para cervejas mais encorpadas como as Porter. Normalmente é apresentado nas versões de 210 e 350 ml.

Pint

pint

Na verdade pint é uma unidade de medida de volume que equivale a 437 ml (EUA) ou 568 ml (ENG).  Genericamente, é um copo do tipo tumbler fabricado nesta medida, que é bem popular nos bares e pubs. Todos os copos do tipo tumbler não possuem hastes e tem a boca igual ou mais larga que a base.

Lager

lager

Copo muito popular aqui no Brasil – nosso famoso copo de chopp. Favorece a apreciação de cervejas do tipo Pilsen, já que favorece a permanência da espuma por mais tempo em função do seu formato. Normalmente tem a base mais espessa e consequentemente mais pesada para favorecer o equilíbrio do copo.

Weizen

weizen

Copo tradicional para cervejas de trigo, já que por seu tamanho avantajado favorecem a apreciação da espuma, que é uma das principais características destas cervejas. Possui a boca larga e o corpo com “cintura”.

Mug

mug

Originalmente é o tipo de copo mais antigo para consumo de cerveja. As canecas eram feitas de cerâmica no passado. Atualmente, são produzidas em vidro e em tamanhos variados, sendo que alguns modelos cabem até 1 litro de cerveja! Vários estabelecimentos ainda servem cerveja em canecas em referência às tradições ancestrais no consumo, sendo ainda muito utilizadas em grandes feiras e festivais cervejeiros.

E aí, gostou das referências? Não se esqueça de curtir este post nas redes sociais abaixo e compartilhar com seus amigos.

Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado