Gastrite, não aguento mais!!!

Gente, a uma semana estou sofrendo com essa “danada” gastrite. Na verdade, fiz um tratamento a dois anos atrás (tenho gastrite crônica) e agora ela resolveu voltar com a “força” toda. Com isso, resolvi pesquisar o que devo e não devo comer daqui pra frente, não quero sofrer com isso mais. Estas informações pela minha “experiência gastrítica” foram as que se encaixaram melhor.
 
Antes, vou explicar o que é gastrite:

 

Gastrite é a inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as paredes internas do estômago. Ela pode ser aguda ou crônica e é provocada por diferentes fatores:
•Presença da bactéria Helicobacter pylorii;
•Consumo de bebidas alcoólicas;
•Uso prolongado de ácido acetilsalicílico e de antiinflamatórios;
•Gastrite auto-imune, quando o sistema imune produz anticorpos que agridem o próprio organismo.

 

No popular, os sintomas da gastrite são: dor na boca do estômago que pode vir acompanhado de azia, perda de apetite, náuseas, vômitos.

 

O que comer e como comer:
– Priorizar: alimentos com propriedades calmantes e antiinflamatórias como couve, hortelã, gengibre, chás. Consumir vegetais e frutas cruas em abundância(sempre muito bem lavadas). Tomar bastante água nos intervalos das refeições;
– Utilize ervas e temperos naturais: coentro, sálvia, salsa, tomilho, endro, manjericão, gengibre, erva-doce, cominho, hortelã, alho;
– Aumente o consumo de frutas e vegetais crus;
– Preste atenção nos alimentos que lhe fazem mal: não adianta insistir em consumi-los; não é tudo que nosso organismo aceita;
-Alimente-se com calma: fale pouco durante a refeição, mastigando bem o alimento (pelo menos 25 vezes), evitando ingerir líquido durante a refeição;
-Não ficar longos períodos de estômago vazio: coma alguma coisa a cada 3-4 horas;
-Tome leite com moderação (mesmo desnatado): no máximo meio litro ao dia: isso porque o leite é alcalino e nosso estômago é ácido. Quanto mais alcalino é ingerido, mais ácido o estômago irá produzir. Então independe se é desnatado ou não;
– Substitua a laranja pera por laranja lima: a laranja lima não é ácida;
-Substitua o café pela versão descafeinada: café, chá preto, chá mate e chocolate têm cafeína, que estimula a produção de ácido pelo estômago. Já o café descafeinado não tem cafeína. Mas se estiver em crise não recomendo nem o descafeinado.
– Coma sem medo: qualquer alimento que não esteja na lista acima, desde que não se faça jejum prolongado, se mastigue bem e não coma ao deitar
-Se quiser comer fritura, prepare na frigideira de teflon, sem óleo, ou grelhado: o problema da fritura é o óleo utilizado.

 Alimentos e hábitos a se evitar
– Alimentos irritativos da mucosa gástrica: café, açúcar, carne vermelha, álcool, temperos fortes (alho, cebola, molho shoyu, pimenta, catchup, mostarda), leite de vaca e derivados, refrigerantes, frituras, gorduras, molho de tomate, frutas ácidas (limão, laranja, mexerica, maracujá, abacaxi, kiwi, morango), sucos ácidos (limonada, laranjada, suco de acerola, maracujá, abacaxi), alimentos com cafeína, pimentão e berinjela (de difícil digestão).
– Evite o consumo de alimentos prontos: congelados, industrializados e de pacote.
– Fumar: o fumo para quem tem gastrite pode piorar ainda mais os sintomas, pois aumenta a produção de ácido no estômago. Isso é suficiente não só para causar irritação local, como para alterar os dentes e a mucosa oral, prejudicando a digestão que começa na boca com o mastigar dos alimentos.
– Se ingerir uma grande quantidade de alimentos antes de se deitar, aguarde pelo menos 2 horas para dormir. Neste caso, temos que lembrar o tempo de digestão dos alimentos:
  1. Frutas: 30 minutos;
  2. Carboidratos (batata, raízes, cereais, massas, farináceos): 2 a 3h; 
  3. Proteínas (carnes, ovos, leite e derivados, leguminosas): 3 a 4h; 
  4. Gorduras: 4 a 5 h; o ideal é uma refeição leve à noite, com alimentos que são de mais rápida digestão.

 

– Alimento muito quentes: gastrite é a inflamação do estômago. Alimentos quentes dilatam os vasos e pioram essa inflamação
– Goma de mascar: quando mastigamos o estômago começa a produzir ácido porque irá entrar alimento. Só que nesse caso o alimento não será deglutido.
– Evite fazer refeições volumosas: faça três refeições principais de menos volume e dois a três lanchinhos.
 
Baseada nesta minha nova vida, hoje fiz um Chá de Manjericão que tem propriedade calmante e que fica com uma aroma e sabor muito bom. Recomendo experimentarem!!!
Ingredientes:
2 galhos de manjericão
500ml de água
Açúcar ou adoçante a gosto
Modo de preparo:
Coloque em uma chaleira ou caneco a água e o manjericão em fogo baixo. Quando começar a ferver conte três minutos e desligue o fogo. Tampe, conte mais cinco minutos e sirva. 
Espero que a informação tenha sido útil, como foi pra mim.

Beijinhos!!!

Fontes: Portal R7 e Alimentação Saudável.

3 thoughts on “Gastrite, não aguento mais!!!

  1. fui diagnosticado com gastrite moderada em mucosa antral com hiperplasia foveolar regenerativa. meu medico receitou omeprazol (dois ao dia)
    pergunto: seguindo ruas recomendações e com espinheira santa havera possibilidade de cura ?

  2. fui diagnosticado com gastrite cronica moderada em mucosa antral com hiperplasia foveolar regenerativa.
    meu medico receitou omeprazol (dois ao dia)
    pergunto : seguindo suas recomendações e com espinheira santa havera possibilidade de cura ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado